Fenapro

Banner
15/07/2008 - Tese da comissão Realidade dos Mercados Regionais é aprovada. PDF Imprimir E-mail

Congressistas da Bahia apresentaram propostas que serão incluídas no texto final

O diretor de Planejamento e Marketing da Rede Globo, Ricardo Esturaro, último debatedor da comissão Realidade dos Mercados Regionais, trouxe ao evento a questão da importância da TV como um disseminador de conteúdo publicitário. De acordo com dados que apresentou em sua palestra, o Brasil já ultrapassou o Japão em municípios com TV em domicílios. Em outra comparação, percebe-se que a região Sudeste do país possui 23 milhões de domicílios com TV, enquanto todo México possui 20,6 milhões. 'A TV é uma janela para o mundo, mas também, o espelho para a população local', diz Esturaro.

Trabalhar criativamente sobre as diferenças regionais é, segundo o palestrante, uma maneira de fidelizar e conquistar mercados. 'Devemos olhar para o Brasil como um grande espaço segmentado e percebermos que o mercado não é único.' Em concordância com esta idéia, o presidente da mesa, Ricardo Nabham, ressaltou a proposta de conscientizar os anunciantes privados a passarem a utilizar os serviços das agências locais, 'e aproveitar o know-how de profissionais que, obviamente, conhecem muito melhor o mercado que os cerca.'

Fernando Passos, congressista representante da Associação Brasileira das Agências de Publicidade da Bahia, se manifestou durante o espaço aberto para a exposição de opiniões da platéia e disse que os principais inimigos da regionalização e descentralização da comunicação publicitária no país são as grandes agências do eixo Rio-São Paulo. Congressistas da Bahia entregaram à mesa propostas complementares à tese apresentada. Estas sugestões foram incluídas às recomendações já existentes e a tese da comissão foi aprovada por unanimidade.

www.congressodepublicidade.com.br

 
Você está aqui: Home Institucional Galeria de Fotos IV Congresso Brasileiro de Publicidade Clipping 15/07/2008 - Tese da comissão Realidade dos Mercados Regionais é aprovada.